2° Semana do Advento

Eclo 48,1-4.9-11

1 Suas palavras queimavam como uma tocha ardente. Elias, o profeta, levantou-se em breve como um fogo. 2 Ele fez vir a fome sobre o povo (de Israel): foram reduzidos a um punhado por tê-lo irritado com sua inveja, pois não podiam suportar os preceitos do Senhor. 3 Com a palavra do Senhor ele fechou o céu, e dele fez cair fogo por três vezes. 4 Quão glorioso te tornaste, Elias, por teus prodígios! Quem pode gloriar-se de ser como tu? 9 Tu que foste arrebatado num tubilhão de fogo, num carro puxado por cavalos ardentes. 10 Tu que foste escolhido pelos decretos dos tempos para amenizar a cólera do Senhor, reconciliar os corações dos pais com os filhos, e restabelecer as tribos de Jacó. 11 Bem-aventurados os que te conheceram, e foram honrados com a tua amizade!

2° Semana do Advento

Salmo 79,2ac.3b.15-16.18-19

Resposta: “Convertei-nos, ó Senhor, resplandecei a vossa face e nós seremos salvos!”

2ac Escutai, vós que levais José como um rebanho. 3b mostrai vosso esplendor em presença de Efraim, Benjamim e Manassés. Despertai vosso poder, e vinde salvar-nos.

15 Voltai, ó Deus dos exércitos; olhai do alto céu, vede e vinde visitar a vinha. 16 Protegei este cepo por vós plantado, este rebento que vossa mão cuidou.

18 Estendei a mão sobre o homem que escolhestes, sobre o homem que haveis fortificado. 19 E não mais de vós nos apartaremos; conservai-nos a vida e então vos louvaremos.

2° Semana do Advento

Mt 17,10-13

10 Em seguida, os discípulos o interrogaram: Por que dizem os escribas que Elias deve voltar primeiro? 11 Jesus respondeu-lhes: Elias, de fato, deve voltar e restabelecer todas as coisas. 12 Mas eu vos digo que Elias já veio, mas não o conheceram; antes, fizeram com ele quanto quiseram. Do mesmo modo farão sofrer o Filho do Homem. 13 Os discípulos compreenderam, então, que ele lhes falava de João Batista.

Comentário:

Será maltratado — Como João Batista, também Cristo não foi reconhecido nem aceite, mas fizeram dele «tudo quanto lhes aprouve». O Salvador que esperamos vem para ser maltratado. Messias e Sofredor, Redentor e maltratado são sinônimos no projeto eterno, que nos remiu e salvou. João foi Precursor de Cristo na sua vinda e na sua morte. Morrendo, preparou o caminho e profetizou ao vivo a morte do Senhor. Ser precursor é dar a vida.


Todo o cristão é precursor de Cristo, voz que clama no deserto a apontar o caminho por onde Ele virá. Como Elias e João Batista, também eu sou profeta. Tenho uma palavra a dizer, única e intransmissível, que eu não sei, mas Deus sabe. Há alguém no meu caminho, não sei quando nem onde, que só espera por mim; ouvidos à escuta, que só conhecem a minha voz. Somos um povo de profetas, precursores uns dos outros, partilhando mensagens e abrindo caminhos de diálogo e compreensão. Se somos povo de profetas, temos de ser profecia.


Serei precursor à maneira de João Batista. Os sinais que me precedem são rejeição e maus tratos. Quando assim me acontecer é sinal de que o Reino vem. Sofrimentos e renúncias são a força que vai adiante a abater montes e a endireitar caminhos. Levamos na nossa vida a denúncia profética do mal e da injustiça, que impedem a paz entre os homens. Por isso somos «maltratados».


Senhor Maltratado, que eu não maltrate ninguém!