Maria, modelo de vida

Estava eu muito recolhida e pensava como na minha pequenez cabe a vida que ali (em Nazaré) se fazia, mas especialmente na vida de Nossa Senhora. E queria eu saber se, tendo Jesus sempre diante, a Virgem Maria nunca sofria. Entendi que sim, e muito, e que tinha que praticar todas as virtudes: A fé, porque Jesus se ocultava; a paciência e a mansidão na carência do necessário, acreditando que o Pai Eterno velava por Eles e no entanto, vendo que não lhes dava o necessário  e que o tinham que ganhar com o suor do seu rosto o Menino e o pobre São José. Isto ensina-me a ser paciente e ter longanimidade quando carecer de algo e a saber esperar quando se retarde a resposta ás minhas petições.

St.ª Rafaela Maria, Apontamentos dos Exercícios Espirituais de 1890