Santa Brígida

Santa Brígida, dedicou-se inteiramente ao serviço dos mais necessitados Share on facebookShare on google_plusone_shareShare on twitterShare on emailShare on print
Santa Brígida A santa de hoje nasceu na Suécia, no ano de 1302. Ela foi entregue em casamento a um jovem chamado Wulfon, príncipe de Nerícia.

Ao casar-se com Wulfon, Santa Brígida assumiu, com orações e sacrifícios, a missão de lutar pela conversão de seu esposo, um homem entregue aos vícios e paixões desregradas.

Santa Brígida alcançou esta graça. E, juntamente com seu esposo (agora convertido) numa vida com muitas práticas de piedade, foram a diversas peregrinações, até que aos 32 anos Wulfon veio a falecer.

Agora viúva e mãe de 8 filhos, Santa Brígida dedicou-se inteiramente ao serviço dos mais necessitados, cuidando dos enfermos (dentro de um hospital fundado por ela mesma e por seu esposo). E tudo isto sem perder de vista a formação cristã de seus filhos.

Devota do Sagrado Coração de Jesus e da Santíssima Virgem, Santa Brígida passava horas em adoração a Jesus Sacramentado. Inspirada pelo Espírito Santo, fundou uma Ordem feminina e outra masculina. Consagrou-se na vida religiosa, e em meio a sofrimentos e inspirações reveladoras do próprio Jesus, aprofundou-se no mistério do Cristo crucificado, até que mergulhasse definitivamente neste mistério, quando em Roma, aos 71 anos, entrou na eternidade.

Santa Brígida, rogai por nós!

Oração a Santa Brígida

Santa Brígida,
aqui estou prostrada aos seus pés, peço pelos méritos
da Paixão,morte e ressurreição de Nosso
Senhor Jesus Cristo, sua intercessão.
Tocai meu coração a fim de que seguindo seu maravilhoso exemplo eu possa,
a cada dia mais,
adorar o Filho bem amado de Deus Pai.
Que pela imitação à sua santidade,
eu me desapegue dos bens e dos afetos terrenos,
que eu trilhe nos caminhos que me foram traçados pelo Criador.
Ó minha Santa,
quero vivenciar todo desprendimento por ti demonstrado,
que meu coração também seja adorador.
Que nessa peregrinação,
minha atitude evangélica seja fonte de abundantes frutos,
mas se me sobrevier a fraqueza,
que eu proclame que a mim ,
basta a tua Graça,
Senhor.
E isso seja fonte de minha consolação!
Amém!